Allan Kardec

Allan Kardec, considerado o pai da Doutrina Espírita,  deixou um legado grandioso.

Allan Kardec contou com a colaboração imprescindível dos espíritos para conceber a codificação da Doutrina Espírita.

Em 15 de abril de 1864, Allan Kardec publicou uma das obras básicas do Espiritismo, “O Evangelho Segundo o Espiritismo” (em língua francesa L’Évangile Selon le Spiritisme), enfocando sobretudo nas questões de cunho ético, religiosos e comportamentais do ser humano.

Allan Kadec não tinha a pretensão de criar a Bíblia do Espiritismo e muito menos implementar uma interpretação desse Livro Sagrado, sob a ótica do Espiritismo.

Ao contrário, Kardec dedicou-se tão somente a extrair dos Evangelhos os princípios Ético-Morais Universais, visando demostrar a sua consonância com os defendidos pelo Espiritismo.

Com o propósito de evitar divergências, Kardec preocupou-se em recorrer ao Hebraico, bem comoao Grego, para dirimir dúvidas sobre eventuais interpretações, usando como base s conhecidíssimatradução francesa de Lamaistre de Sacy (1613-1684).